Você é contra ou a favor transferir o território do Balneário Campo Bom, atualmente pertencente a Jaguaruna, para o município de Sangão?

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Pequisa de opinião sobre o Balneário Campo Bom

Com o intuito de identificar os principais gargalos do  Balneário Campo Bom, em termos de infra-estrutura e lazer, estamos realizando uma pesquisa  estruturada de opinião de forma a identificar  os pontos com maior índice de insatisfação da praia, apontados pelos  moradores e veranistas.    Para ouvir a opinião de todos estamos usado uma  ferramenta do Google Drive onde serão registradas as respostas dos entrevistados. Desta forma gostaríamos muito que nossos internautas participassem  respondendo as perguntas do questionário contante no link abaixo. 
O objetivo é levar ao conhecimento das autoridades  públicas os anseios  e as angustias da comunidade que frequentam ou moram na praia do Campo Bom.     
A pavimentação asfáltica do acesso que liga o Balneário a BR 101 está sendo construída e pelo andar dos trabalhos até o final do ano deverá estar concluída.  Não temos receio em afirmar  que esta é  uma das mais  importante obras do balneário.  Sem sobra de duvida ela trará desenvolvimento ao balneário,  mais segurança e comodidade aos visitantes, moradores e veranistas.  
No entanto,  ela não é a única obra necessária para a melhoria da qualidade de vida dos moradores.  Muitas outras  terão ser quer viabilizadas e implementadas para  melhorar a imagem da praia de forma a torna-la uma referencia e uma boa opção em termo de turismo para o litoral sul de Santa Catarina.


quarta-feira, 25 de junho de 2014

Saiba quais são os benefícios de cada tipo de peixe para a saúde

Seja inverno, verão, outono ou primavera a inclusão de pratos a base de peixe na nossa dieta é sempre recomendado pelos especialistas da boa nutrição. Conheça um pouco mais dessas delicias.   Os peixes gordos de águas salgadas são fontes ricas de ômega 3. Embora pouco comentado, o DHA (ácido docosahexaenoico) é o principal tipo de ômega 3 e traz benefícios para a saúde ao longo de toda a vida, que vão desde o desenvolvimento das estruturas do cérebro e da retina, a partir da gestação, até a prevenção do declínio cognitivo na fase adulta. Há vinte anos, pouco se sabia a respeito dos benefícios dos ômegas 3 para a saúde humana, mas com o desenvolvimento de pesquisas muitos deles foram descobertos, por isso hoje são tão falados. O DHA, ainda um desconhecido para a maior parte das pessoas, é um lipídio estrutural do nosso organismo e seu consumo promove a saúde em qualquer idade.       Peixes marinhos também são fontes de EPA (ácido eicosapentaenoico), outro tipo de ômega 3, que também contribui para a saúde cardiovascular, juntamente com o DHA — diz aos nutricionista.
A FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) recomenda o consumo diário de 250 mg a 2 g de DHA + EPA para um adulto. Mas a quantidade de DHA presente no peixe varia. Salmão, cavala e sardinha, são peixes ricos em DHA, já o bacalhau por exemplo, tem uma quantidade muito pequena desse lipídio.
— O DHA é um lipídio, logo, peixes gordos tendem a serem mais ricos. Porém, ainda não é totalmente esclarecida a quantidade de DHA que o organismo aproveita a partir do consumo do peixe. De qualquer forma, recomenda-se consumir cerca de 2 porções de peixe marinho por semana— esclarece os especialistas.
Confira o quadro abaixo: 
Valores referentes a uma porção de 100 gramas do peixe cozido
Peixe
DHA
EPA
Salmão
751mg
537mg
Cavala
699mg
504mg
Sardinha (enlatada)
509mg
473mg
Pescada branca
235mg
283mg
Atum
232mg
47mg
Bacalhau  (do Atlântico)
154mg
4mg
Fonte: Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA

Melancia pode ser aliada da pressão arterial, aponta pesquisa

Um novo estudo da Universidade Estadual da Florida aponta que consumir melancia pode reduzir significativamente a pressão arterial em pessoas com excesso de peso. O estudo foi publicado no American Journal of Hypertension.
O estudo começou com um conceito simples: mais pessoas morrem de ataques cardíacos em épocas de frio porque as baixas temperaturas levam a um estresse cardíaco que faz com que a pressão arterial aumente e o coração tenha que trabalhar mais para bombear o sangue para a aorta. Isso, muitas vezes, leva a um menor fluxo de sangue para o coração.
Assim, as pessoas com obesidade e pressão arterial elevada enfrentam maior risco de acidente vascular cerebral ou ataque cardíaco quando expostos ao frio, seja durante o inverno ou em ambientes com temperaturas muito baixas. Os pesquisadores descobriram que a melancia pode ser uma aliada do coração nessa situação.
O estudo durou 12 semanas e foi focado em 13 homens e mulheres de meia-idade que sofriam de pressão alta e eram obesos. Os participantes foram expostos a temperaturas baixas enquanto a equipe de pesquisadores mediu a sua pressão arterial e outros sinais vitais.
Os participantes foram divididos em dois grupos: um recebeu extrato de melancia enquanto outro tomou placebo. Os participantes também tiveram que se abster durante o período de estudo de tomar qualquer medicação para pressão arterial ou fazer quaisquer alterações significativas no seu estilo de vida, principalmente relacionados com dieta e exercícios físicos.
Os resultados mostraram que o consumo de melancia teve um impacto positivo sobre a pressão arterial da aorta e outros parâmetros vasculares. Os participantes do estudo mostraram melhorias na pressão arterial e estresse cardíaco.
— Isso significa menos sobrecarga para o coração, de modo que o coração vai funcionar facilmente durante uma situação estressante, como a exposição ao frio — disse um dos autores do estudo, o professor Arturo Figueroa.

Figueroa realizou vários estudos sobre os benefícios da melancia. No passado, ele examinou seu impacto na função arterial pós-menopausa das mulheres e as leituras de pressão arterial de adultos com pré- hipertensão.
fonte: vida e saúde clic rbs

sexta-feira, 20 de junho de 2014

O Amor

Muita gente já tentou definir o que é o amor. Uns dizem que o amor é uma questão de química, outros dizem que é pura matemática, há os que atribuem o amor a uma atração física, mas têm aqueles falam que tudo isso é pura história. Tirando os que tentam defini-lo, existem os que o vivenciam. Estes não sabem bem o que é, de onde vem e para onde vai, mas se entregam de corpo e alma, uns mais de corpo outros mais de alma.
O amor se assemelha aos bichos, deve ser alimentado. Sem o alimento, feito bicho, ele enfraquece, adoece e morre. Mas do que se alimenta o amor? O amor se alimenta de gestos, de palavras doces, solicitudes, de pequenos bichos, desenhos, rabiscos, sexo, cartas, bilhetes e outras guloseimas.
O amor é que nem imposto de renda, precisa ser declarado. Contudo, não carece de registros em cartório, negativas de multa, testemunhas, e firma registrada. No amor vale o fio do bigode, a palavra empenhada, um sorriso, uma flor dobrada no meio do caderno, um olhar e um comprometimento eterno.
Por amor se faz muitas coisas que até Deus (o pai do amor) duvida: dietas, poemas, promessas, músicas, caminhadas, bebedeiras, tatuagem e até horóscopo,
Mas neste mundo tudo o que é bom tem o seu lado inverso, o amor não foge a regra. É grande a legião de pessoas que sofrem desse mau, o mau de amor. Basta não ser correspondido e pronto, vira doença incurável, daquelas que sentencia o paciente à morte, morte lenta, penosa e ao mesmo tempo doce. Que o diga Camões:
“Amor é fogo que arde sem se ver; É ferida que dói e não se sente; É um contentamento descontente; É dor que desatina sem doer;”
O amor é inexplicável, misterioso e fundamental. Sem ele a vida não seria vida, o vinho talvez fosse vinagre, dia não teria luz e a noite seria apenas o breu sem estrelas, sem lua e sem poesia, sem nada e Paulo certamente não escreveria aos coríntios: “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine”.
Enfim, todo mundo na vida deve andar de bicicleta, tomar um pileque e ter um amor.
Eu sou um felizardo. Já andei de bicicleta, tomei alguns pileques e encontrei um amor. Ela é uma flor que eu não me canso de admirar. É linda e possui o olhar de quem quer o mundo sem nada pedir, de quem alumia os caminhos, que remove da noite o breu e que povoa o firmamento de pontinhos brilhantes, estes nada são mais do que reflexos de sua boa alma.

Fonte: César Pereira - Jornalista

Turismo - Grande potencialidade de negocio para Jaguaruna

O turismo é uma atividade econômica extremamente importante, podendo desempenhar um papel decisivo em termos de desenvolvimento de determinadas regiões, onde, as vezes, não existem outras alternativas para alcançar esse objetivo.
É consenso entre os  gurus do setor que  turismo pode dinamizar as potencialidades naturais e histórico-culturais das regiões  menos favorecidas ou ainda em desenvolvidos.   Por outro lado, sabemos  contudo, que não é o turismo que fomenta o desenvolvimento de uma determinada região, mas sim o seu próprio nível de desenvolvimento, que converte o turismo numa atividade favorável ou não a esse processo.
Dentro deste  contexto, um dos setores que poderia contribuir e movimentar a economia dos diversos Balneários do municípios de Jaguaruna é o turismo. O turismo de lazer seria uma das opções para gerar emprego  e complementar a renda dos cidadãos jaguarunenses e até mesmo do próprio município.
No período correspondente ao verão, a população de Jaguaruna salta para  aproximadamente 100 mil habitantes. Isso se deve a grande parte de visitantes e  turistas que vêm de outros municípios, regiões, estados e até países vizinhos para  passar a temporada nos balneários do município.
Entretanto, nem todos os potenciais e recursos são devidamente  aproveitados.  Jaguaruna possui recursos turísticos de origem natural e os de origem cultural.
Os recursos turísticos naturais podem ser os de ordem geomorfológica: como o litoral, que apresenta 37,5 km de praias; os lagos e lagoas, que somam mais de  10; e de ordem biogeográfica: como os agrupamentos vegetais e a mata nativa.
Os recursos turísticos culturais podem ser os históricos, como os sítios  arqueológicos, construções históricas, artefatos e, os culturais contemporâneos  como museus e obras de arte.
De acordo com  os especialistas o “turismo de lazer é realizado por pessoas que viajam sem compromisso de trabalho, apenas por lazer e pode ser  praticado em qualquer lugar”, independentemente desse lugar possuir ou não infraestrutura para receber os turistas. Entretanto é sabido e notório que estradas confortáveis e seguras, divertimentos, bons hotéis, restaurantes, serviços turísticos e possibilidades de fazer compras são atrativos incontestáveis  e que agradam qualquer turista.
Todavia, estes atrativos pouco ou não existem em Jaguaruna, apesar se seus balneários  apresentar tantas belezas naturais e culturais.

Apesar de a cidade ser reconhecida pela SANTUR como turística e se verificar a existência de um número grande de recursos e belezas naturais, o turismo ainda não se configura como uma prática de impacto econômico.  O município carece de um projeto turístico ambicioso  encorajando novas formas de cooperação entre os agentes econômicos, com impactos positivos na atração de novos investidores para explorar novas oportunidades de negócio para  todo o  território de Jaguaruna.

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Divisão administrativa da região sul de Santa Catarina

O Sul do Estado de Santa Catarina compreende 43 municípios com uma população estimada em 900 mil habitantes, com cerca de 500 mil em áreas urbanas. A região divide-se administrativamente em três microrregiões:  Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense –AMESC;  Associação de Municípios da Região de Laguna  - AMUREL e Associação dos Municípios da Região Carbonífera – AMREC


AMESC
AMUREL
AMREC

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Banana e seus Benefícios

A banana madura tem benefícios para gastrite e diarreia. Além disso, ela também gera energia e acalma devido a altas concentrações de triptofano, que é um precursor da serotonina (neurotransmissor da tranquilidade e prazer). Devido ao alto teor de potássio, ela é uma boa opção para pessoas com pressão alta. A banana verde por sua vez é rica em amido resistente que chega intacta no intestino, ajudando na absorção dos nutrientes, além de regular a microbiota intestinal, diminui a absorção de glicose e colesterol e dá saciedade. A banana verde também pode ser utilizada para diversos problemas intestinais como diarreia, adispepsias e úlceras pépticas. A ação prebiótica do Amido resistente presente na banana verde seria a principal responsável pela atuação benéfica contra tais desordens.
A fruta é rica em carboidrato, fibra, potássio e vitamina B6. Além de teores de vitamina A e C, Magnésio , fósforo e ferro.
Para armazenar, o ideal é cortar a banana no talo para soltar da penca, sem deixar abrir a casca, faz ela durar mais.
Tipos: banana maçã, da terra, prata, verde, nanica, caturra, entre outras.
 Recomendação:
A indicação de consumo é de 1 fruta ao dia. Não pela quantidade e sim pela necessidade de variar as frutas que se consome. A recomendação para o consumo de frutas, segundo a pirâmide alimentar, é de 3 a 5 porções ao dia.
 Como utilizar: Pode ser consumida de várias formas: in natura, em vitamina, cozida, bolos, doces, picada, geléia, picada com grãos e sementes, amassada, mingau, etc.
A banana verde pode ser consumida em doces, cozida, como farinha, mas a melhor forma é preparar a polpa de banana verde. Receita: cozinhar 5 bananas bem verdes com casca na panela de pressão por 10 minutos. Deixar a pressão sair naturalmente. Depois ainda quente, bater a banana no liquidificador sem casca e sem água. Guardar a polpa na geladeira por até 5 dias. Acrescentar em sucos, tortas, vitamina e até brigadeiro.
Fonte: Clínica de nutrição TRINUTRIX

Maçã! Produto genuinamente catarinense que faz a diferença

Diversos estudos mostram que a maçã possui em sua composição uma vasta variedade de nutrientes (vitaminas do complexo B, C e E), potássio, fibras, flavonoides (substâncias que agem como antioxidantes combatendo os radicais livres que podem danificar o DNA). Isso faz com que ela se torne um alimento com possível propriedade funcional, pois com essa composição ela tem propriedades que irão facilitar a digestão, controlar os níveis de colesterol, diminuindo o surgimento de alergias e irritações, além de auxiliar na prevenção de certos tipos de câncer, na diminuição do apetite, e no retardo do envelhecimento precoce, bem como ajudar no processo de emagrecimento.
Pesquisas também têm mostrado que os flavonoides presentes na maçã ajudam a proteger o organismo contra doenças coronárias e contra o câncer.
Um desses flavonoides presentes na maçã é a quercetina, que ajuda a diminuir a formação de radicais livres e por possuir pectina (uma fibra solúvel que ajuda a controlar o nível de colesterol no sangue) contribui para a redução dos níveis colesterol LDL e manutenção dos níveis glicêmicos, além de possuir frutose (açúcar presente nas frutas e mel) que é absorvida lentamente pelo organismo, o que evita o aumento do nível de glicose no sangue de forma acentuada. Por essas e outras razões, ela ajuda no processo de emagrecimento. Pelo fato da maçã ser um alimento rico em fibras, acaba contribuindo no aumento da saciedade e também tem importante função no tratamento e prevenção das doenças cardiovasculares.

No caso das fibras, elas fazem uma “faxina”, enviando deposição de alimentos no intestino. O ideal é que a maçã seja consumida com a casca, mas antes tem que ser bem lavada. Fazendo assim, serão ingeridas as vitaminas, minerais e fibras presentes nessa fruta que irão contribuir para uma melhora do peristaltismo (série de contrações musculares que ajudam a movimentar o alimento pelo trato gastrointestinal), facilitando assim o processo de digestão e tornando a eliminação fecal mais fácil e rápida, diminuindo o risco de  aparecimento de hemorroidas, diverticulites, fissuras e câncer de cólon

Clínica de nutrição TRINUTRIX

terça-feira, 20 de maio de 2014

Bem vindo ao Outono

“São as águas de março fechando o verão, é promessa de vida no seu coração…” Bem vindo ao Outono, a melhor estação!
O outono é a estação que chega para amenizar o calor do verão. No Brasil as estações podem não ser tão marcadas como em outros países, mas podemos sentí-la, mesmo que de maneira sutil e trazer seu significado para além das sensações térmicas. Depois de recarregar as baterias com toda a energia das férias de verão estamos prontas para a fase mais ativa e produtiva do ano.  
No outono, as temperaturas são  amenas e mais confortáveis, porém, com o aquecimento global, mudanças bruscas e inesperadas de temperatura são um fato cotidiano.
O outono  combina um clima fresco e agradável com temperaturas amenas e diminuição da chuva. Esta estação é de transição, com frentes frias regulares, como uma preparação para o inverno.
Outono também é a estação das colheitas, com os produtos cultivados já bastante desenvolvidos e frutos maduros. É época de saborear alimentos da estação, como o figo e as castanhas, altamente energéticos, e o milho, uma boa fonte de fibras.

É importante manter uma alimentação saudável, já que nesse período são mais comuns as doenças pulmonares e as enxaquecas, em virtude do nevoeiro e do céu nublado que não ajuda a dispersar a poluição. Além disso, os dias mais frios pode fazer com que as pessoas de mais idade sintam dores nas articulações, e o reumatismo e a artrose tendem a ser mais frequentes.
Nesse período, também ficamos mais carentes de Vitamina D, devido à tendência de dias mais nublados. Por isso, aproveite o sol e  o mar do outono, já que os raios solares nesta época do ano são menos nocivos à pele. 

terça-feira, 6 de maio de 2014

Gerenciamento costeiro do município de Jaguaruna????

A comunidade dos Balneários de Jaguaruna solicitam informações sobre o andamento da discussão e aprovação do plano de gerenciamento costeiro do município.
De acordo com as noticias que circularão na região no último mês de março, o governo estadual liberou recursos financeiros para pagar a divida com o projeto elaborado pela universidade do Rio grande do Sul. De lá pra cá, não se tem mais noticias sobre o  tramite do projeto, o que tem  deixado a comunidade apreensiva.

Todos sabem que a aprovação do plano é estratégico para a região, pois é a  partir dele  que serão  estabelecidos as normas gerais que nortearam a gestão ambiental da Zona Costeira do município.  O plano lançará as  bases para a formulação de políticas, planos e programas municipal de desenvolvimento do turismo, comercio e indústria para toda a nossa  região praiana.  Tá mais que na hora de resolver este problema que é muito mais de ordem legal, ou seja de gestão, do  que técnico, operacional ou estrutural.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Consumo regular de frutas e verduras faz bem a saúde

Especialistas do University College London divulgaram estudo esta semana, no qual recomendam o aumento do consumo de frutas e verduras de 5 para 7 porções ao dia. A pesquisa liderada pela Dra. Oyinlola Oyenbode  analisou os registros alimentares de 65.000 pessoas e revelou após 8 anos de pesquisas que quanto maior é o consumo de frutas e vegetais frescos, menor é o risco de desenvolvimento de doenças cardíacas, acidente vascular cerebral e câncer.
O consumo de 7 ou mais porções de frutas e vegetais por dia foi associado a um risco 42 % menor de morte por todas causas. Ele também foi associado com um risco 25 % inferior de câncer de intestino e 31 % menor risco de doença cardíaca ou acidente vascular cerebral. O estudo mostrou que as verduras e legumes parecem ter um efeito protetor superior às frutas.
No Brasil, assim como nos EUA e na Inglaterra, as campanhas incentivam o consumo de 5 porções de frutas e verduras ao dia. Porem, por aqui, apenas 20,2% da população consome a esta recomendação de 5 porções ou mais de frutas e verduras diariamente (Brasil, 2012).
Insira mais frutas e verduras no seu cardápio e na alimentação de sua família, seguindo as dicas:
1.      Faça recheios naturais para seu sanduíche, omelete, lasanha ou pizza. Alface, cenoura, beterraba, espinafre, brócolis, pimentões, tomates, ervilhas, cogumelos e abobrinha, são algumas possibilidades.
2.      Vitaminas feitas com leite desnatado ou extratos (como o de soja e o de amêndoa) e uma fruta da estação (banana, morango, abacate, mamão) são opções saudáveis para o café da manhã ou lanches.
3. Teste receitas de sucos com frutas e verduras.
4. Inclua vegetais coloridos diariamente em sua salada.
5. O tempo esfriou? Que tal uma sopa de legumes quentinha?

6.  Deixe as frutas sempre lavadas e à mostra para não esquecê-las na hora de sair

fonte: dicas da nutricionista

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Dia histórico para Jaguaruna e região

Finalmente depois de oito longos anos de espera a Agencia Nacional de Avião Civil– ANAC publicou no dia primeiro de abril a portaria 773/2014  que oficializa a inscrição  do  aeroporto de Jaguaruna/SC no cadastro de aeródromos do país.  A partir de agora o aeroporto passa a operar com voos regulares.  Na Sexta feira esta previsto o primeiro voo oficial que marcará o inicio das operações aeroportuária de Jaguaruna.  

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Anvisa divulga lista dos alimentos com maior nível de contaminação

De acordo com a legislação vigente, agrotóxicos são produtos e agentes de processos físicos, químicos ou biológicos para uso no cultivo, armazenamento e beneficiamento de produtos agrícolas, para alterar a composição da flora ou da fauna, a fim de preservá-las da ação de seres vivos nocivos. No entanto, quando mal utilizado estas substancias pode causar graves problemas de saúde dos seres vivos.  A ingestão destas moléculas  toxicas acima dos limites máximos toleráveis podem causar intoxicações crônicas e/ou agudas que podem levar a morte ou deixar sequelas irreversíveis ao homem.
Quase um terço dos vegetais mais consumidos pelos brasileiros apresentam resíduos de agrotóxicos em níveis inaceitáveis, de acordo com a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O que vem do campo pode não ter apenas nutrientes, mas também resíduos dos produtos usados para proteger as plantações.
Em 2010, foi usado 1 milhão de toneladas de agrotóxicos em lavouras do país. Ou seja, 5 kg por brasileiro.
Veja baixo a quantidade em porcentagem que cada alimento contém de contaminação.
1          Pimentão         91,8%
2          Morango         63,4%
3          Pepino             57,4%
4          Alface             54,2%
5          Cenoura          49,6%
6          Abacaxi          32,8%
7          Beterraba        32,6%
8          Couve             31,9%
9          Mamão            30,4%
10        Tomate            16,3%
11        Laranja            12,2%
12        Maçã               8,9%
13        Arroz              7,4%
14        Feijão              6,5%
15        Repolho          6,3%
16        Manga             4%
17        Cebola            3,1%

18        Batata             0%
                                                                                                                fonte: http://cup-id.com



quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Sol, um aliado a saúde

Exposição curta e sem protetor solar deve fazer parte de uma rotina saudável Expor-se ao sol por, no máximo, 30 minutos pode ser aliado da saúde.
Vitiligo, psoríase, dermatite, depressão e osteoporose. O tratamento de todas essas doenças passa por um remédio rápido, prático, indolor e gratuito: o sol. A exposição aos raios solares por 15 a 30 minutos diários, sem o uso de protetor, controla todas essas enfermidades e ainda melhora a absorção do cálcio no organismo, o sistema imunológico, reduz o risco de câncer e de diabetes tipo 2.
“A exposição deve ser sempre antes das 10h e por um tempo curto – no máximo 30 minutos, dependendo do tipo de pele. Mais do que isso é um fator de irritação”, afirma Marcos Cesar Floriano, dermatologista do Hospital Nossa Senhora de Lourdes, em São Paulo.
Estudos têm comprovado a importância da vitamina D na prevenção de doenças e a relação entre essa substância e o sol está ajudando a mantê-lo como um aliado da saúde. A vitamina é produzida pelo corpo naturalmente depois da exposição aos raios UVB.
Pele nova.
Para quem tem psoríase, doença crônica que atinge 2% da população mundial, causando inflamações nas articulações e lesões vermelhas ou descamações na pele, o sol diminui o processo inflamatório e melhora a resposta imunológica. O resultado: as lesões diminuem e, em muitos casos, desaparecem. A indicação dos médicos é para que a área lesionada seja exposta. Parece fácil, mas não é.
Dermatite atópica
O mecanismo de ação do sol sobre a dermatite atópica é semelhante: há redução na inflamação e a pele é renovada. A doença congênita se manifesta principalmente na infância, tem aspecto parecido com um eczema, geralmente concentrado nas dobras do corpo e nas bochechas. A pessoa sente uma coceira intensa e, em geral, esse quadro está associada a bronquite, asma e rinite.
Vitiligo
Quem tem a doença não pode abrir mão da terapia com o sol. No entanto, nesses casos é preciso passar medicação antes de se expor. “Além disso, o tempo deve ser menor – no máximo 15 minutos”, alerta Arthur Antonio Duarte, professor de dermatologia da Faculdade de Medicina de Santo Amaro.
Câncer
Uma nova pesquisa publicada na revista “Câncer Epidemiology Biomarkers and Prevention” identificou que a exposição ao sol reduziu substancialmente o risco de câncer de mama em mulheres na pós-menopausa. Os médicos do INSERM, Instituto Nacional de Saúde e de Pesquisa Médica, da França, revisaram diversos estudos realizados com 67 mil mulheres.
De acordo com a pesquisa, mulheres que moravam em lugares ensolarados como a Provence, tinham 50% menos risco de apresentar câncer de mama em comparação com aquelas de regiões mais escuras, como Paris.  E o mais surpreendente: aquelas que ingeriram menos vitamina D, mas se expuseram com mais frequência ao sol, apresentaram chances 32% menor de desenvolver câncer de mama.
Depressão
O sol tem ação antidepressiva. Com a luminosidade, o cérebro reduz ou interrompe a produção de melatonina, substância que provoca relaxamento corporal, cansaço e sonolência e uma das principais causadoras da depressão. Em países com baixa luminosidade, o índice de depressão na população é maior, explicado pela ausência de luz regular.
Osteoporose
O sol está ligado diretamente com a vitamina D, nutriente essencial para o fortalecimento dos ossos. Tomar sol pode ajudar a manter a quantidade de massa óssea e evita o desenvolvimento de ossos ocos, principal característica da doença, que pode surgir mesmo antes mesmo dos 40 anos.
Diabetes
A exposição ao sol garante que os níveis de vitamina D no corpo estejam adequados, o que reduz as chances de desenvolvimento de resistência à insulina ou de deficiência deste hormônio no corpo. Muitas pesquisas estão sendo desenvolvidas nesse âmbito na Ásia, por conta de uma predisposição genética dessa região para o desenvolvimento do diabetes tipo 2.
Cuidados permanecem
O sol que pegamos no dia a dia pode ser suficiente para evitar a carência de vitamina D no organismo. Os médicos alertam, no entanto, que para garantir os benefícios trazidos pelos raios solares, a exposição da pele deve ser feita somente antes das 10h e após às 16h. E sempre pelo tempo determinado – 15 a 30 minutos por dia. Mais do que isso, o protetor continua sendo essencial.

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Porque envelhecemos??

Não sabemos porque envelhecemos, mas os cientistas possuem várias hipóteses para este processo fisiológico. As mesmas consideram fatores como a programação genética das células, o estilo de vida e os acúmulos de danos ao DNA (principalmente induzidos pelo excesso de radicais livres). Geneticistas já sabem hoje que a desmetilação (perda do grupamento metil ou CH3), leva à expressão exagerada do gene miR-34a em todas as células, acelerando o envelhecimento das mesmas. Porém, parecem existir muitos outros genes específicos em cada tecido que passam pelo mesmo processo. Este é um dos focos atuais das pesquisas epigenéticas. Um dos problemas relatados pelos scientists, para o avanço da área é a dificuldade de acesso a material humano fresco, incluindo tecidos saudáveis, pele e sangue. Por isto, a maior parte dos estudos ainda é feita com animais. Apesar de não podermos mudar a nossa genética, temos algum controle sobre o ambiente e podemos optar por praticar atividade física moderada, não fumar, não consumir drogas ilícitas, diminuir o consumo de álcool e açúcar, buscar manter um peso saudável e incluir na dieta alimentos que fornecem nutrientes (ácido fólico, vitaminas B12, B5 e B6, colina, serina, selênio, zinco, polifenóis, metionina, fibras, betaína e magnésio) capazes de metilar adequadamente nosso DNA, reduzindo a velocidade do envelhecimento e o aparecimento de doenças como o câncer. Abaixo, seguem fontes de nutrientes importantes:
• Betaína: farelo de trigo, gérmen de tripo, espinafre cozido, beterraba, camarão
• Colina: ovo, gérmen de trigo, farelo de trigo, semente de mostarda, soja, farelo de aveia
• Fibras: cereais integrais, frutas e vegetais, algas marinhas
• Folato: vegetais folhos verde escuro, levedo de cerveja, semente de girassol, feijão
• Genisteína: soja, leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão de bico)
• Metionina: carne vemelha, leguminosas, oleaginosas, espinafre, milho, alho
• Polifenóis: frutas e vegetais
• Selênio: oleaginosas (nozes e castanhas)
• Vitamina A: cenoura, tomate, mamão, batata doce, manga, espinafre, brócolis, melão
• Vitamina B6: cereais integrais, oleaginosas, banana, salmão, frango, batata, camarão
• Vitamina B12: carnes, frutos do mar, algas marinhas
• Zinco: ostras, carnes vermelhas, cereais integrais e oleaginosas

fonte: dicasdanutricionionista

Prós e contras do consumo de café

A ciência da nutrição é um campo relativamente jovem e as pesquisas parecem muitas vezes conflitantes. Uma das razões é que o método seguido por cada pesquisador pode ser diferente em um ou vários aspectos. Por exemplo, enquanto alguns estudos avaliam o impacto do consumo do café na saúde, outros avaliam o consumo de um de seus componentes, a cafeína. Mas lembre que o café não possui apenas cafeína, mas também vitaminas, minerais, antioxidantes e flavonóides.
Pontos a favor do café: outros estudos tem mostrado que o consumo moderado de café – uma a três xícaras por dia – diminui o risco de ataques cardíacos, depressão, câncer de endométrio, próstata, mama, diabetes, além da doença de Parkinson.
Pontos contra o café: a bebida preparada sem filtro, como no caso do café expresso e do café turco, conserva o cafestol, substância capaz de aumentar o colesterol plasmático e o risco cardiovascular. Gestantes devem ter cuidados adicionais, pois o café pode ser prejudicial para o bebê, ainda incapaz de metabolizar a cafeína. O café é bebido com açúcar por grande parte das pessoas e o consumo exagerado durante o dia pode dificultar a perda de peso. Alguns também são bastante sensíveis à cafeína. A maior parte das pessoas tolera entra 200 e 300 mg de cafeína ao dia mas isto é individual. Quantidades pequenas podem causar sintomas como irritação estomacal, ansiedade, diarreia ou náuseas.
Para avaliar sua tolerância à cafeína e saber se a mesma tem mais efeitos positivos ou negativos, uma opção é realizar um teste genético afim de descobrir sua capacidade de metabolização desta substância. Recentemente fiz o teste da empresa 23andme e descobri que tenho a capacidade de produzir enzimas hepáticas que aumentam a velocidade de metabolização da cafeína e reduzem o risco cardíaco. Mesmo assim, como possuo arritmias e não sou habituada a ingerir café, continuo dando preferência aos chás, que também possuem substâncias antioxidantes e antiinflamatórias, além de possuir menos cafeína.

Abacate, o amigo do coração


Alimento rico em gorduras boas (monoinsaturadas), magnésio, fósforo, potássio, ácido fólico, vitamina B2, vitamina B6, vitamina K colina, betaína, carotenóides (luteína, zeaxantina), vitamina E, glutationa e fitoesterol. Esta composição faz com que o abacate seja um importante alimento protetor, e antioxidadante, capaz de proteger nosso DNA, melhorar a saúde dos ossos, da pele e da córnea, reduzir a absorção de colesterol e pressão arterial e diminuir o risco de câncer. Tem um teor muito baixo de açúcares simples (sacarose, glicose e frutose). Seu índice e carga glicêmicos são próximos a zero, ajudando no controle da glicemia e do peso. Pode ser consumido puro, utilizado em preparações doces ou salgadas.
fonte: dicasdanutricionista

A empresa SETEP será a resposável pela construção do asfalto da estrada de acesso a praia do Campo Bom

O Prefeito Municipal de Jaguaruna Luiz Napoli participou na tarde de sexta-feira (31), em Florianópolis, na Secretaria Estadual de Infraestrutura, da abertura dos envelopes que definiu a empresa vencedora do certame que irá realizar a obra de asfaltamento do trecho do Distrito de Morro Grande ao Balneário Campo Bom.

A empresa vencedora é a SETEP Construções S/A. O valor total da obra ficou orçado em R$ 6.211.686,41 (seis milhões duzentos e onze reais). Quanto a ordem de serviço, a mesma será entregue durante o mês de fevereiro.

Luiz falou sobre a expectativa do começo da obra: “Estaremos iniciando o trecho Morro Grande ao Balneário Campo Bom no próximo mês se Deus quiser. Essa é mais uma conquista de nossa administração, já que não medimos esforços para que o sonho se tornasse realidade”.

“Nosso município é turístico e merece ter os acessos asfaltados, pois assim daremos melhor condições de trafegabilidade para nossos munícipes e veranistas. Além disso, quero agradecer a todos os deputados que lutaram com a nossa administração para que, após mais de 50 anos, essa obra pudesse estar em vias de seu início” finalizou o Prefeito.


Fonte: www.portaljaguaruna.com

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Aeroporto de Jaguaruna - O nó da burocracia continua

A liberação do aeroporto regional de Jaguaruna, totalmente pronto há muito tempo e que vai beneficiar e trazer desenvolvimento a toda uma região carente de serviços aeroportuário, ainda sofre com o nó da burocracia estatal.
Este processo moroso e injusto só revela o quanto a sociedade civil é refém da falta de uma eficiência governamental.
Já perdemos muito tempo, é necessário, mais que nunca,  que se resolva os imbróglios desta novela.

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Conhecendo um pouco mais sobre “águas-vivas

Águas vivas, hidras, medusas, anêmonas, corais e caravelas são todos invertebrados do filo dos cnidários – ou celenterados – um grupo bem primitivo em comparação com os demais animais.

As águas-vivas e as medusas mais exatamente, são celenterados da classe Scyphozoa. Este grupo é, muitas vezes, uma ameaça para banhistas e pescadores, podendo ocasionar “queimaduras sérias”. Mas por que isso acontece?
Para elas se proteger e também conseguir alimento, a natureza proporcionou uma vantagem: em seus tentáculos sempre posicionados ao redor da cavidade digestiva – que nem podemos chamar de boca, devido à quanto rudimentar ela é. Tais tentáculos são preenchidos por milhares de células especiais os cnidoblastos, dotadas de uma cápsula – chamada nematocisto – que contém toxinas e um filamento inoculador. Esta reação só acontece ao contato, pois o cnidoblasto, quando estimulado, provoca a abertura da tal cápsula que expulsa o filamento inoculador, descarregando suas toxinas sobre o inimigo ou sobre sua a presa.
São milhares de células inoculando toxinas ao mesmo tempo. Mas o perigo está apenas nos tentáculos.

Durante a alta temporada o mar quente e a água limpa contribuem para que águas-vivas apareçam em praias catarinenses. Estes organismos do mar são compostos por 95% de água e estão no Planeta Terra há uns 700 milhões de anos. Atualmente existem mais de nove mil espécies de medusas.

 De acordo com o dermatologista Nage Mounzer são necessários alguns cuidados quando as medusas tocam a pele do ser humano. “Quando uma pessoa está nadando no mar e sentir uma queimadura imediata deve sair da água, pois algumas pessoas podem ter reações alérgicas mais graves e podem sentir falta de ar”, relata.

 Outros procedimentos importantes devem ser seguidos. “É preciso lavar com água do mar e nunca com água doce, pois a água doce faz as substâncias da medusa reagirem. Outro ponto que deve ser seguido é que não pode coçar, pois assim espalha as substâncias”, informa o profissional.

 Segundo Mounzer, a crença popular de colocar urina no local de queimadura é mito. “O ideal é fazer compressas de gelo. O vinagre também é uma boa opção já que possui o Ph ácido alto”, ressalta.

Alguns sintomas podem ser sentidos após o contato com a água-viva com o ser humano. “A pessoa pode sentir mal estar, náuseas, vômitos e febre. Nos casos mais graves, que são quando a pessoa tem alergia, é nomeado de reação anafilática, quando isso acontece é recomendado que um médico seja consultado”, fala o médico.

Fontes:
http://diariodebiologia.com
 

sábado, 28 de dezembro de 2013

Dicas para caminhar à beira-mar

Dicas de uma profissional para que a atividade física não se torne um problema no futuro 
Se você está de férias no litoral e não dispensa uma caminha pela orla, preste atenção nas dicas de uma profissional para que a atividade física não se torne um problema no futuro. Muitos veranistas e moradores caminham nas orlas dos balneários, alguns estão acostumados a praticar exercícios durante o ano com tênis, mas chegam à praia e se exercitam sem o calçado. Conforme a personal trainer Miriam Zaniboni, o fator compensação sempre tem que ser levado em consideração. “Se a pessoa está acostumada com um calçado é ideal que ela alterne, um dia vá com ele, outro dia vá sem, que é para o corpo se acostumar com o novo hábito”, aconselha Mirian.

Já para aqueles que gostam de caminhar próximo da água, onde há desnível provocado pelas ondas do mar, Miriam dá um alerta. “É preferível sempre caminhar em área plana, jamais em desnível, pois prejudica a coluna por forçar apenas um lado do corpo”. O bom senso também tem que ser levado em consideração. Quem não pratica exercício físico no seu cotidiano, durante o ano, não pode na praia praticar atividades em excesso. “O veranista tem que começar aos poucos para que o corpo se acostume com os exercícios”, pontua a personal.

Quem gosta de correr deve ter ainda mais atenção. “A corrida é mais agressiva, força mais a musculatura e para quem não é acostumado vai sentir mais, então aconselho a ir devagar”, ressalta. A personal também frisa que alongar bastante os músculos antes de qualquer atividade é essencial para a prática do exercício físico.

Fonte: Douglas Saviato - ENGEPLUS